Iago: “Necesitamos una escuela con una buena infraestructura, clases atractivas y elección del plan curricular”

Iago Guedes, 20 años, es estudiante del Curso Técnico en Brasil, y contestó a la Consulta Regional “Educación Secundaria en América Latina y el Caribe”. La encuesta es una iniciativa de la Campaña Latinoamericana por el Derecho a la Educación y tiene el propósito de conocer lo que piensan las y los jóvenes y adolescentes de América Latina y el Caribe sobre la escuela secundaria. Lea a continuación las respuestas de Iago (en portugués).

Si eres estudiante de secundaria o si dejaste de estudiar por algún motivo, te invitamos a participar aquí. 

Estadísticas recientes indican que cerca del 50% de las y los jóvenes de América Latina no concluyen la secundaria. ¿En tu opinión, por qué razón esto ocurre?
É verdade. A defasagem no ensino hoje faz com que o jovem tenha pouco estímulo para continuar seus estudos. No Brasil, principalmente no estado de São Paulo, o estado sucateia a escola pública e não dá nenhum amparo aos estudantes. Além disso, usa uma medida chamada progressão automática e faz o cara que ainda não está preparado pra evoluir o ano passar, fazendo assim muitos jovens chegarem ao ensino médio sem vontade e com pouco conhecimento.

¿Qué expectativas tienes sobre la escuela? ¿En qué medida ella corresponde a tus expectativas?
A expectativa é mudar a situação da escola. Precisamos de uma escola que atenda às demandas, que tenha uma boa infraestrutura, com aulas atrativas, com escolha da grade curricular. Precisamos de um novo modelo escolar, não só no Brasil, mas na América Latina inteira. Hoje sabemos que muito se fala na educação e pouco se faz, acho que a medida para a solução dos problemas é o financiamento da educação. Investir de imediato 10% do PIB brasileiro é a solução plausível para as mudanças concretas.